Zencrane filmes Zencrane filmes

Zencrane ZENCRANE FILMES

A Zencrane Filmes foi criada no ano de 2000 por Cláudia da Natividade e Marcos Jorge, como produtora de filmes e escritório de criação. O foco principal de atuação da empresa é a produção de filmes de longa-metragem para cinemas e outras mídias, além de documentários televisivos.

A Zencrane também trabalha na pesquisa e desenvolvimento de projetos de transmídia, incluindo publicações editoriais. Seus filmes de ficção e documentários renderam à empresa mais de 90 prêmios em festivais cinematográficos no Brasil e no exterior.

Em 2008, o filme de longa-metragem de ficção "Estômago" teve grande sucesso de crítica e público, e foi distribuído para mais de 20 países. O filme venceu diversos prêmios nacionais e internacionais, inclusive o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro (o “Oscar” brasileiro) em 5 categorias e também 4 Prêmios da Associação dos Correspondentes de Imprensa Estrangeira no Brasil (equivalente, no Brasil, ao “Golden Globe”). O filme recebeu a Espiga de Ouro no Festival de Cinema de Valladolid, prêmio já entregue para diretores como Ridley Scott e Darren Aronofsky.

Uma eleição conduzida pelo jornal O Globo em dezembro de 2009 entre diversos críticos colocou Estômago entre os 10 melhores filmes brasileiros da década e a Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema) o classificou como um dos 100 melhores do cinema brasileiro de todos os tempos. Desde então, a Zencrane produziu o longa-metragem Corpos Celestes e está lançando o suspense Mundo Cão.

Claudia da Natividade Cláudia da Natividade

Formada em Filosofia e Mestre em Ciências Sociais, é produtora de filmes, editora de livros e consultora de projetos culturais.

No início dos anos 90, trabalhou como coordenadora de atividades de suporte para lançamento de produtos industriais e como coordenadora de merchandising promocional para diversas empresas brasileiras. Em 1993, transferiu-se para a Itália, onde fez especialização em História e na área de Cooperação Internacional ao Desenvolvimento. Entre 1995 e 1999 trabalhou com projetos e divulgação de projetos sociais em organizações não-governamentais e multilaterais. Voltou ao Brasil no ano de 2000, quando criou a Zencrane Filmes, voltada à produção de filmes de ficção, documentários e livros de arte.

Marcos Jorge Marcos Jorge

Estudou Jornalismo no Brasil e Cinema na Itália. É diretor de filmes, roteirista e fotógrafo. Seus primeiros filmes, curtas-metragens e vídeos experimentais, realizados na década de 90, venceram mais de 80 prêmios em festivais. Neste período, destacou-se como artista-plástico e suas videoinstalações foram expostas na França, Itália, Holanda e Japão.

Depois de mais de dez anos vivendo no exterior, voltou ao Brasil no ano de 2001 e dedicou-se ao cinema e foi autor do livro “Brasil Rupestre”. Dirigiu centenas de filmes publicitários para empresas brasileiras e internacionais, e venceu por duas vezes o Prêmio Profissionais do Ano da Rede Globo.

A revista americana ‘Variety’ o considerou entre os diretores mais interessantes da nova geração do cinema brasileiro e a brasileira ‘Revista de Cinema’ o colocou entre os 10 cineastas brasileiros que mais se destacaram na década passada.

Zencrane filmes